Varicocele e Hidrocele: Varizes nos testículos

Início » Artigos » Varicocele e Hidrocele: Varizes nos testículos

Após os 50 anos, alguns homens podem notar deformações incômodas na bolsa escrotal. Além de serem notadas tátil e visualmente, estes distúrbios geralmente estão associados à infertilidade masculina, além de gerar desconforto e constrangimento. Existem duas patologias relacionadas a estas deformações: a varicocele e a hidrocele.medicos tratamento

A varicocele é popularmente conhecida como “varizes nos testículos”, provoca a dilatação das veias da bolsa escrotal, fazendo com que elas fique  anormalmente “saltadas”.

O que acontece

Este aumento acontece geralmente no testículo esquerdo e na maioria das vezes não causa dor ou desconforto, embora possam ocorrer episódios de alta sensibilidade em alguns pacientes, gerando um efeito estético bastante desagradável.

O grande problema que a varicocele causa é a dificuldade que as veias dilatadas tem em transportar o sangue venoso (sem oxigênio), levando à disfunções no testículo e produção de sêmen de pouca qualidade. Estes quadros podem levar à infertilidade em alguns casos.

O diagnóstico é feito através de análise visual, ultrassonográfica ou cintilográfica. O tratamento em casos em que a fertilidade não é comprometida consiste no uso de suspensórios escrotais; caso contrário, recomenda-se o procedimento cirúrgico.

A hidrocele, cujo nome já denota o significado (o prefixo hidro vem do grego “água”), é o acúmulo exacerbado de líquido na bolsa escrotal, que pode acontecer em apenas um ou nos dois testículos. Ocorre principalmente em recém nascidos quanto em adultos acima de 50 anos. Na faixa etária ao qual esse blog se dirige, as causas são geralmente oriundas de traumatismos e inflamações no epidídimo ( o canal que armazena os espermatozoides) ou no testículo, que desregulam a absorção de líquidos na bolsa escrotal.

A hidrocele causa desconforto, com raros episódios de dor, ao homem por conta do tamanho exagerado dos testículos (os extremamente leigos chamam um homem com hidrocele de “rendido”…) e apesar de não estar diretamente ligado a casos de infertilidade, pode ser um efeito colateral dela. O diagnóstico é visual e/ou ultrassonográfico e o tratamento é cirúrgico, com a retirada do excesso de líquido e inserção de uma substância também líquida mas esclerosante, que impede a entrada de mais líquido.

Deixar um comentário

error: