Atualizado em: por Roberto Alberto

Os sintomas de endometriose são diversos e podem causar desconforto para as mulheres. No entanto, antes de entrar nesta questão é preciso ter conhecimento sobre esta doença.

Para compreender como este problema pode afetar centenas de mulheres, vamos abordar também as causas e tratamentos. Acompanhe o artigo a seguir e tire suas dúvidas. Boa leitura.

O que é a endometriose

A doença é caracterizada devido ao distúrbio do tecido que reveste o útero.

A endometriose pode estar presente nos ovários, tubas uterinas e intestino.
O tecido que reveste o interior do útero fica fora da cavidade uterina, assim fica presente em outros órgãos, como trompas, ovários, intestinos e bexiga.

Todos os meses o endométrio fica espesso, assim o óvulo fecundado precisa ser implantando. Quando não ocorre a gravidez, ocorre à descamação, assim é expelida em menstruação.

O problema é que um pouco deste sangue acaba indo no sentido errado e segue para os ovários ou cavidade abdominal. Como consequência ocorre à lesão endometriótica.

Conforme Associação Brasileira de Endometriose, a média é de que 10% a 15% das mulheres (13 a 45 anos) podem desenvolver a doença (30%) e ficar estéreis.

Sintomas de endometriose

Os sintomas de endometriose se caracterizam com dor e a infertilidade da mulher. No entanto, isto pode ser diferente conforme o caso. Uma média de 20% das mulheres sente dor, outras 60% têm dor e infertilidade e 20% infertilidade.

Além disso, uma parte das mulheres apresentam dores insuportáveis, enquanto outras não demonstram qualquer desconforto. De qualquer modo, os sintomas mais comuns são:

  • Cólicas menstruais e dor na menstruação;
  • Dor crônica ou difusa na região pélvica;
  • Dor na relação sexual;
  • Dor pré-menstrual;
  • Fadiga crônica e exaustão;
  • Problemas para engravidar e infertilidade;
  • Sangramento intenso ou irregular;
  • Mudanças intestinais ou urinárias na menstruação.

No geral a dor pode ocorrer como uma cólica intensa ou então na região pélvica ou intestino.

Veja também sobre a: Sífilis, tratamento e prevenção

Como é feito o diagnóstico

O processo para diagnóstico é complicado, pois o médico precisa acompanhar desde a primeira menstruação. Neste período é preciso ficar em alerta as cólicas, assim quando mais rápido ocorre o diagnóstico o risco de doença diminui.

O indicado é passar por diversos exames de imagens e de sangue para ter conhecimento do diagnóstico. Com estes passos o médico vai poder verificar qual é a classificação da doença, sendo leve, moderada ou grave.

Prevenção

Esta doença é benigna devido à proliferação do tecido endométrio fora da cavidade uterina. O seu crescimento faz parte do ciclo reprodutivo, portanto, durante todo este período o tecido cresce e sem a gravidez é eliminado pela menstruação.

Como vimos em alguns casos às células migram no sentido oposto, no entanto, conforme médicos, não existem causas para o desenvolvimento oposto.

Os fatores de risco seguem como alterações no útero, estresse, má alimentação e os filhos depois dos 30 anos, assim como os medicamentos podem contribuir ou diminuir a chance de desenvolver a doença.

Tratamento da endometriose

Sintomas de endometriose

Não existe uma cura para a endometriose, porém, existem meios de combater os focos e anular os sintomas.

Como alternativa os anticoncepcionais são prescritos. Mas além deste medicamento, os médicos podem indicar remédios específicos que simulam a ação da progesterona e auxiliar no controle do endométrio.

Caso a doença avance pode ser que o médico indique a cirurgia. Este processo é feito com a videolaparoscopia onde ocorre uma pequena incisão no umbigo onde cauteriza os pontos afetados.

A atividade física também é uma solução benéfica, já que libera substâncias que aliviam a dor. Mas em situações específicas pode ser preciso retirar o útero (histerectomia).

Como viver com a endometriose

Quando a endometriose é diagnóstica no início o tratamento pode ser feito precocemente, o que garante uma maior efetividade e permite o alívio dos sintomas. Para que seja possível é indicado relatar ao médicos as situações atípicas e outros problemas que são os sintomas da doença.

De qualquer forma com o cuidado é possível aliviar a dor e diminuir outros sintomas. Além disso, com estes passos é possível garantir a gravidez, além de diminuir as lesões endometriótica.

Com este guia vai ser mais fácil entender como são os sintomas de endometriose, além dos cuidados e formas de tratamento. De qualquer modo é preciso lembrar que o indicado é buscar uma ajuda profissional para esclarecer todas as dúvidas a respeito da doença.